As 6 profundas necessidades humanas

Muito antes de entrar no mundo do desenvolvimento humano, quando tudo que eu buscava era uma maneira de me sentir melhor comigo mesma e entender minhas necessidades, comprei um livro do Tony Robbins chamado “Desperte o Gigante Interior”. Isso faz pelo menos uns 20 anos e, infelizmente, me desfiz do livro quando mudei de cidade.

De acordo com Robbins, somos motivados, prioritariamente, por 6 grandes necessidades profundas que estão na base das escolhas. É importante entender que estamos sempre buscando suprir tudo isso de maneira saudável ou não. Quando nos comprometemos a observar o que nos move para uma ou outra direção, desenvolvemos a habilidade de entender o porque tomamos certas decisões e agimos de determinada maneira, principalmente quando isso é prejudicial emocional, física e mentalmente.

As 6 necessidades básicas são:

1. Segurança: é a necessidade de estabilidade, conforto, previsibilidade, consistência e controle;

2. Liberdade: necessidade de variedade, desafios, aventura, novidades e mudanças.

Observe que essas duas necessidades são, em algum grau, antagônicas. Encontrar um equilíbrio entre elas, atendendo uma ou outra em diferentes momentos do dia a dia, resulta em bem-estar consigo mesmo e com a vida.

3. Significado: necessidade de um sentido, um senso de importância, de ser merecedor e especial.

4. Conexão: necessidade de união com outros seres humanos, ser aprovado, sentir-se amado e em conexão com outras pessoas.

Embora não seja um paradoxo tão claro como a dupla anterior, essas duas necessidades podem gerar um desequilíbrio intenso para um dos lados. Quando nos afirmar como importantes e especiais perante a sociedade (ou em determinado público), podemos perder os momentos que geram a intimidade, amor, conexão profunda e significativa. Assim, falhamos em atender o quesito de significado.

Enquanto essas 4 primeiras são consideradas necessidades de personalidade as outras duas são necessidades de espirito:

5. Crescimento: necessidade de desenvolvimento emocional, intelectual e espiritual.

6. Contribuição: necessidade de cuidar, proteger, servir e ajudar o próximo.

Observe que tudo exige um equilíbrio entre cuidar de si e cuidar do outro. Geralmente, aprendemos que cuidar de si mesmo antes é egoísmo, mas vale aqui a regra anterior: encontrar o equilíbrio para que as duas necessidades sejam atendidas.

Para alcançar nosso melhor potencial, precisamos observar nossas prioridades em relação à cada uma dessas necessidades: como estamos, ou não, buscando equilíbrio entre elas. E também como atendemos cada uma. Fique atento se isso acontece de maneira saudável ou não, coerente suas crenças e valores, identidade, ou é preciso diminuir a si mesmo para suprir uma ou outra necessidade?

Particularmente, gosto muito dessa maneira de entender as necessidades profundas. Mas existem outras listas, como a Hierarquia de Necessidades de Maslow, que colocou as tudo em uma pirâmide e desenvolveu o tema na Teoria da Motivação Humana. Mas essa é outra perspectiva que podemos desenvolver em uma próxima publicação.🙂

 

1 comments On As 6 profundas necessidades humanas

Comments are closed.

Site Footer

Sliding Sidebar

ROSANE SAMPAIO

ROSANE SAMPAIO

Especialista em coaching pessoal, profissional, executivo e de equipes. Palestrante, analista comportamental e hipnoterapeuta, com qualificação de practitioner em Programação Neurolinguística.