Procrastinação de início de ano

Todo final de ano fazemos planos a respeito de várias coisas. E todo início de ano, a maioria dessas resoluções são tomadas pela procrastinação, deixadas para a semana que vem, o mês que vem, depois do carnaval, até serem esquecidas ou deixadas de lado. A desculpa geralmente é o tempo escasso ou alguma outra impossibilidade.

Inconscientemente, e até meio conscientes, desejamos continuar na zona de conforto. Toda mudança é desafiadora e trabalhosa, além de que, nem sempre é agradável em um primeiro momento.

E preciso confessar: mesmo trabalhando com hipnose e PNL, também procrastino nas mudanças. Talvez eu seja, hoje, mais alerta a esse comportamento, mas ainda acontece eventualmente. Costumo aplicar algumas técnicas que permitem ultrapassar e entender essas barreiras mentais, mas isso deixo para explicar mais adiante.

Toda vez que afirmamos algo, fazemos uma espécie de pacto interno e, quando o quebramos, geramos um auto julgamento negativo. Isso costuma costuma funcionar como uma auto hipnose negativa, constituindo a percepção de incapacidade ou não merecimento. Tenha claro que algumas das razões pelo não cumprimento do pacto estão em um nível mais profundo da mente e, portanto, não são percebidas ou resolvidas naturalmente.

Outro resultado mental de não fazer a mudança necessária é mais claro: ansiedade ou medo. Sempre que deixamos de atuar no momento presente, acumulamos problemas e desafios para o futuro. Com isso, nos colocamos em uma posição de transformar algo que era importante em algo urgente. E, finalmente, nos deparamos com as consequências concretas da procrastinação, que consiste em não alcançar os objetivos desejados.

Mas como se tornar mais proativo e romper com a procrastinação de ações e decisões?

Antes de qualquer técnica específica de PNL ou coaching, você precisa entender o que está por trás do comportamento indesejado, nesse caso, o que está bloqueando o agir. Essa é a parte mais complicada e importante: quando entendemos qual é a intenção da mente na procrastinação, podemos atuar para atender essa necessidade ou valor pessoal.

Em PNL, entendemos que existe uma intenção positiva por trás de todo comportamento. A mente aprende a reagir automaticamente à muitas circunstâncias para manter nossos valores pessoais. Uma maneira simples de descobrir qual a sua intenção positiva para procrastinar é se questionar até chegar a alguma resposta que seja muito importante para você.

Quanto as técnicas específicas para procrastinação, você pode encontrá-las em outras publicações do blog como “Procrastinação: na segunda eu começo” ou “Gerenciando o tempo com a PNL”. E não se esqueça de buscar outras maneiras de atender tudo aquilo que é importante. Lembre-se: qualquer ação ou objetivo precisa ser coerente com o que você é. Bora colocar em prática os planos de ano novo?

17 comments On Procrastinação de início de ano

Comments are closed.

Site Footer

Sliding Sidebar

ROSANE SAMPAIO

ROSANE SAMPAIO

Especialista em coaching pessoal, profissional, executivo e de equipes. Palestrante, analista comportamental e hipnoterapeuta, com qualificação de practitioner em Programação Neurolinguística.