Passado: como viver no aqui e agora?

Saiba como deixar o passado de lado e viva o que o presente de melhor

Ultimamente, tenho encontrado muitas citações a respeito de estar no presente. Até alguns clientes até se queixam que deveriam estar vivendo melhor o presente, mas não sabem como. A  verdade é que estamos acostumados a ficar pensando no passado, viver baseados em nossas experiências anteriores e não tem nada errado com isso. É um mecanismo para facilitar nosso dia a dia, automatizando e aprimorando tarefas repetidas continuamente. Porém, a constante lembrança de alguns acontecimentos desagradáveis nos coloca para baixo e definem comportamentos limitantes. Não estamos falando apenas de traumas ou grandes perdas. Comentários repetitivos que ouvimos de amigos e parentes, crenças construídas em nossa infância baseadas nas vivências daqueles que nos criaram, têm até mais influência.  

Viver com parte da mente no passado reforça sentimentos de medo, incapacidade e insuficiência. Como estamos no presente, trazemos esses sentimentos para a realidade atual reagindo e tomando decisões baseados nessa projeção. De certo modo é cômodo viver assim, sendo que, isso nos tira a responsabilidade de encontrar soluções melhores, arriscar possibilidades diferentes e mudar comportamentos aos quais estamos acostumados. 

Estar realmente no presente, no tal do “aqui e agora”, implica em aceitar as experiências vividas anteriormente sem se deixar definir por elas. Apenas conseguindo colocar o passado onde ele pertence é que você se permite experimentar o novo. Novos relacionamentos, novo emprego, nova situação de vida. Não quer dizer esquecer, mas acolher acontecimentos com foco na aprendizagem, encontrando um novo significado para cada experiência. 

passado

A hipnoterapia trabalha muito bem técnicas para dar uma perspectiva diferente ao passado. Por exemplo, o re-imprinting, é uma técnica de regressão que consiste em levar o cliente para o momento em que marcou sua vida, habilidades e capacidades que lhe permitiram processar melhor os acontecimentos. Outra maneira é olhar o passado do ponto de vista do observador, se retirando da ação, como se você fosse um personagem de filme, permitindo a avaliação de quais habilidades e capacidades faltaram a todos envolvidos e o proveito que se pode tirar da experiencia vivida. 

Em uma outra linha, a meditação tem sempre foco no momento e promove insights importantes quando a situação em questão é trabalhada junto. Atualmente, técnicas de Mindfulness vêm sendo usadas com grande sucesso. Quando me pego relembrando demais situações passadas, pensando no que poderia ter falado, como seria se fosse hoje ou até em que poderia ter acontecido de diferente, faço o seguinte exercício: 

  • Respiro profundamente 12 vezes, trazendo a atenção para a entrada e saída de ar nas narinas e no movimento do pulmão; 

  • Crio na testa, entre as sobrancelhas, um foco de luz que é minha atenção. A cor e o tamanho é escolha sua; 

  • Deixo que, naturalmente, esse foco desça pelo pescoço, até alcançar a altura do coração; 

  • Ali, me permito só sentir o momento presente, esvaziando a mente dos pensamentos mais repetitivos. 

Como toda técnica, é necessário treinamento e repetições para que fique natural e mais eficiente. Mas tende a ficar muito fácil, além de ser muito gostosa a sensação de estar aqui e agora. Você pode optar por outras técnicas, mas o importante é que seja coerente com sua maneira de ser. 

A vida traz inúmeras possibilidades, estar aberto a elas é um presente que damos a nós mesmos. Aqui e agora é o único momento em que podemos atuar, escolher pensar,  agir diferente e melhor. Então, vamos aproveitar cada segundo? 

8 comments On Passado: como viver no aqui e agora?

Comments are closed.

Site Footer

Sliding Sidebar

ROSANE SAMPAIO

ROSANE SAMPAIO

Especialista em coaching pessoal, profissional, executivo e de equipes. Palestrante, analista comportamental e hipnoterapeuta, com qualificação de practitioner em Programação Neurolinguística.