Procrastinação: “na segunda eu começo”

Como lidar com  a procrastinação e sair da zona de conforto

Sabe aquele assunto, tarefa ou responsabilidade que você enrola para começar e demora a terminar? E aquele sonho que fica sempre em segundo plano, para a próxima segunda-feira, para o próximo mês e até para o próximo ano? Até mesmo as pessoas supereficientes têm aquele momentos de procrastinação. A verdade é que todos nós evitamos ou demoramos a fazer o que nos incomoda ou nos desafia a sair da zona de conforto.

Em alguns casos, o costume da procrastinação está tão arraigado na pessoa que ela não consegue imaginar como fazer para se libertar. O resultado é viver ansioso, se sentindo culpado por não ter feito aquilo que se propôs e correndo o tempo inteiro atrás do que é urgente. Na medida em que coisas importantes são proteladas, elas geram urgências, criando um círculo vicioso entre postergar uma ação e ter que correr atrás do prejuízo, se sentindo mal durando todo processo.

Confira algumas técnicas usadas no Coaching para superar a procrastinação:

  • Técnica do dobermann: busque alguém para compartilhar esse comprometimento com o qual você está procrastinando. Uma boa alternativa é contratar um personal trainer e já pagar um mês adiantado. Isso pode fazer com que cada vez que pensar em faltar academia, você lembra que já pagou o serviço e que alguém espera por você. Caso esteja de regime, almoce com alguma amiga que está na mesma situação.
  • Pense em termos de pequenos passos. Digamos que você queira mudar de emprego, ou partir para o empreendedorismo. Monte uma lista de etapas simples para alcançar esse objetivo e fique atento para que as etapas sejam fáceis de realizar. Pensamentos e ações como essas trarão percepção da possibilidade de alcançar aquele desejo.
  • Coloque o assunto que está sendo adiado como prioridade do dia. Nas primeiras horas do dia, estamos mais relaxados, logo, temos mais força de vontade até para fazer aquilo que é mais difícil.

Procrastinação não é preguiça e nem ausência de força de vontade. Nenhumas dessas técnicas irão funcionar verdadeiramente em longo prazo, se você não entender qual o motivo da sua procrastinação.

Antes de seguir todos os conselhos para superar isso , responda essas perguntas:

  • Por que é importante eu não fazer essa tarefa?
  • Qual a sensação que tenho e que tento evitar quando penso naquele assunto?
  • Como me sinto quando encontro outra tarefa que faz parecer que não tenho tempo para cumprir aquela obrigação?
  • O que esse lado meu que não quer cumprir aquela responsabilidade fará de positivo?

As respostas são variadas, portanto, deixe que elas surjam naturalmente, sem que você fique tentando racionalizar muito. Pense em pelo menos três maneiras de atender essa resposta. Se for sentir tranquilidade, você pode pensar em se premiar com um dia no parque ou na praia depois da tarefa cumprida. Um dos segredos da programação Neurolinguística é encontrar essa resposta e buscar outras maneiras de cumprir a necessidade interna que quem procrastina tem e que está dificultando sua vida. Então, vamos tornar nossa vida mais leve? =)

2 comments On Procrastinação: “na segunda eu começo”

Comments are closed.

Site Footer

Sliding Sidebar

ROSANE SAMPAIO

ROSANE SAMPAIO

Especialista em coaching pessoal, profissional, executivo e de equipes. Palestrante, analista comportamental e hipnoterapeuta, com qualificação de practitioner em Programação Neurolinguística.