Nossas habilidades internas e os desafios diários

habilidades - análise comportamental - coaching

Nenhum de nós está completamente livre de situações desafiadoras.

Seja algo relativamente simples como a bagagem não chegar em uma viagem, seja uma perda de emprego. A verdade é que esses pequenos desafios ocorrem a todo momento e não estou falando nada novo quando digo que a grande diferença está em como reagimos a essas situações inesperadas. Infelizmente, não adianta saber isso se não conseguirmos controlar nossas reações.

habilidades - análise comportamental - coaching

Quando um cliente chega com um histórico de se deixar envolver demais por essas situações externas e está incomodado com isso, querendo escolher como agir ao invés de reagir, podemos usar várias estratégias de trabalho, mas sempre envolvendo duas aprendizagens principais: o que este comportamento, essa reação automática está fazendo de importante pelo cliente e quais as habilidades, características e capacidades que ele tem e que podem ser usadas para agir na situação desafiadora.

Esse conceito de que um comportamento que consideramos negativo ou pelo menos não ideal, pode estar cumprindo algo de importante por nós é bastante interessante e não muito obvio. A verdade é que todos nossos comportamentos cumprem!

Você pode se perguntar isso para toda decisão que tomar, apenas para aprender melhor sobre si mesmo, se entender melhor. A dica que eu dou é que a resposta está sempre nos valores pessoais. Aqueles mesmos dos quais estou sempre falando aqui. Nossos valores estão por trás de tantos comportamentos, decisões e objetivos que temos na vida e por isso é muito importante aprendermos quais são.

Habilidades ou recursos internos

Já quando falamos de habilidades, capacidades e características, estamos nos referindo ao que a Programação Neurolinguística chama de recursos internos. Um dos pressupostos sobre os quais a PNL se embasa, diz que todos temos todos os recursos internos de que precisamos para lidar com qualquer situação desafiadora a que somos expostos. Muitas vezes utilizamos esses recursos em uma situação e não em outra, por exemplo: existem pessoas que tem coragem para pular de paraquedas, mas não tem coragem para investir em um negócio próprio, mesmo querendo.

“…existem pessoas que tem coragem para pular de paraquedas, mas não tem coragem para investir em um negócio próprio…”

Nem sempre aprendemos a generalizar nossas habilidades, mas só o fato de começarmos a pensar que isso é possível, já muda nossos comportamentos. Não seria interessante e esclarecedor fazer uma lista das características que você acredita necessárias para superar as situações que te desafiam e encontrar quando nos seus dias você exerce essas habilidades? E quais são as melhores características que você já tem?

Eu sempre estou maravilhada com a capacidade da mente para aprender novas maneiras melhores de agir, pensar, ver, sentir ou mesmo falar consigo para produzir resultados positivos.

Permita-se também perceber essa maravilha!

😉

 

Site Footer

Sliding Sidebar

ROSANE SAMPAIO

ROSANE SAMPAIO

Especialista em coaching pessoal, profissional, executivo e de equipes. Palestrante, analista comportamental e hipnoterapeuta, com qualificação de practitioner em Programação Neurolinguística.